17 de jun de 2010

Ex-deputado federal, Nilton Servo é preso em Ponta Grossa

O ex-deputado federal Nilton César Servo foi detido ontem, em um posto de combustíveis na Rua Balduíno Taques, em Ponta Grossa, após atirar em um policial militar identificado como Machado e tentar fugir. O ex-parlamentar foi autuado por porte ilegal de arma e tentativa de homicídio e por ter reagido à prisão.

No depoimento na delegacia, Servo negou que fosse o proprietário do revólver calibre 38 cano curto e não admitiu que tivesse atirado contra a polícia (o policial Machado estava à paisana), além de contrariar a acusação de disparos contra as outras pessoas. O crime pode ter sido, segundo a polícia, um desdobramento da briga pelo espaço no jogo do bicho da região.

O problema teve início às 23 horas de terça-feira, após o jovem Fabrício Aparecido Rosa do Nascimento, 24 anos, derramar gasolina em uma lan house na Rua Santos Dumont e atear fogo.

As chamas atingiram Fabrício, que tentou fugir pela porta principal, mas não conseguiu por causa do dispositivo de trava eletrônico. Assustado, ele correu para o segundo andar e atirou-se.

Servo já esteve detido em 2007, acusado pela Polícia
Federal de ser um dos chefes da máfia dos caça-níqueis

De acordo com a polícia, o sargento da Polícia Militar Machado deixava uma academia próxima e resolveu socorrer Fabrício. Nesse momento, uma Pajero, com placas de Curitiba, estacionou e tentou remover o rapaz, mas foi impedido pelo policial e por outras pessoas.

Frustrada a tentativa, Servo sacou a arma e atirou contra o policial e outras
pessoas. No momento dos disparos, porém, chegava uma viatura da Polícia Militar, juntamente com o Siate.

Servo embarcou novamente no veículo ao mesmo tempo em que a Pajero era abandonada por outra pessoa, identificada como um "conhecido banqueiro do jogo do bicho da cidade".

Servo já esteve preso em 2007, acusado de ser um dos chefes da máfia dos caça-níqueis. A rede dele, de acordo com o apurado pela Polícia Federal, estendia-se pelo Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Paraná.

Em 2009, o ex-deputado foi apanhado na Operação Bituca, desencadeada pela PF para o combate ao contrabando e descaminho.

A Polícia Civil investiga agora se ele já tem casas montadas em Ponta Grossa ou queria eliminar pontos para se estabelecer. A presença de um banqueiro do jogo do bicho também vai ser investigada.

Segundo os policiais, surgiram fatos novos que não podem ser revelados para não trazer prejuízos à continuidade das diligências.

Postar um comentário