O presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra, vem enfrentando contestações de petistas de Minas Gerais devido ao fato de, após pressão de Brasília, o partido ter abandonado a candidatura própria no Estado e declarado apoio ao peemedebista Hélio Costa.

Em seu microblog, o presidente do PT diz ter recebido mensagens de ataque à candidatura de Costa, além de ter sido comparado a Adolf Hitler.

"Já disse que entendo e respeito manifestações dos companheiros de MG. Agora, me chamar de Hitler é um pouco de exagero, né não?!", escreveu no Twitter na noite de anteontem. Em outro post, escreveu: "Entendo a insatisfação de alguns companheiros do PT-MG. Só não entendo como os ataques ao PMDB e Helio Costa ajudam a campanha da Dilma".

Costa disputou com o ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel (PT) a indicação para a candidatura lulista em Minas. Na segunda-feira, a cúpula nacional dos dois partidos anunciou oficialmente nome do peemedebista, após pressão do PMDB, que no sábado oficializará o apoio a Dilma Rousseff (PT). O presidente Lula também era favorável à adesão do PT a Costa, que foi seu ministro.

Na tarde desta quinta-feira, José Eduardo Dutra voltou ao assunto, também no Twitter: "Já que virou assunto da imprensa, quero informar que recebi também muitos tweets mineiros simpáticos".

Fontes: Folha Uol