9 de ago de 2010

Gleisi defende aumento de repasses em reunião da UEL


Na quinta-feira (05), a candidata ao Senado pelo PT, Gleisi Hoffmann, esteve reunida com reitores e diretores da Universidade Estadual de Londrina (UEL).

O encontro foi organizado pela candidata a Deputada Estadual, Lygia Puppato (PT), que já exerceu os cargos de reitora da UEL e de secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Na ocasião, os representantes da academia apresentaram a atual situação do Ensino e suas reivindicações para a melhoria do setor. Eles alegaram que os recursos repassados ao Estado pela União não são suficientes para suprir as necessidades das instituições. "Precisamos reforçar as articulações políticas e angariar mais verbas para o sistema estadual", destacou a reitora da instituição, Nádina Aparecida Moreno.

O grupo explicou que durante muito tempo, havia apenas uma universidade federal em todo o Paraná. Mais recentemente, o antigo CEFET foi transformado na Universidade Federal Tecnológica do Paraná (UTFPR) e Foz do Iguaçu ganhou a UNILA (Universidade Federal da Integração Latino Americana). No ano passado, foi implantada a Universidade da Fronteira Sul, nos municípios de Laranjeiras do Sul e Realeza.  

"O Paraná já obteve importantes conquistas, mas ainda temos muito o que avançar. Somente Minas Gerais tem 12 instituições federais e, consequentemente, os repasses federais são bem maiores", explicaram os representantes da UEL.

Para resolver o impasse, Gleisi Hoffmann disse que, no Senado, pretende concentrar esforços para obter mais verbas da União.

"A área da Educação é uma grande preocupação dos gestores. O Governo Requião realizou investimentos maciços em Educação, como os programas de valorização dos professores, a ampliação na área de infraestrutura e a melhoria na qualidade de ensino. As ações hoje colocam a educação pública do Paraná como referência para o Brasil e nós queremos lutar no Senado para que o aumento de repasses possa fortalecer ainda mais nossas instituições", concluiu.  

Sem Fronteiras

Lygia Puppato e Roberto Requião foram idealizadores do maior programa de extensão universitária de todo o Brasil, o Universidade Sem Fronteiras.

Desde outubro de 2007 até hoje, a ação investiu mais de R$ 40 milhões em projetos que praticam a disseminação de conhecimentos, priorizando o financiamento de áreas estratégicas para o desenvolvimento social de populações vulneráveis. Mais de 5 mil bolsistas já foram beneficiados com o programa em 281 municípios paranaenses.

Para Gleisi, a ideia é levar projeto pioneiro para outros estados, visando a melhoria da qualidade de vida da população, através do fortalecimento e da modernização do sistema produtivo.



Postar um comentário