10 de set de 2010

Ibope/RPC: no Paraná, Richa venceria no 1º turno, mas Dias avança

Em nova pesquisa, tucano aparece com 47% e pedetista, com 38% das intenções de voto


A pesquisa Ibope/RPC (Rede Paranaense de Comunicação) divulgada na noite de hoje, 9, apontou avanço de Osmar Dias (PDT) em relação a Beto Richa (PSDB) na corrida ao governo do Estado. A diferença que era de 16 pontos na sondagem anterior caiu para 9. Beto, que tinha 50% das intenções de voto na pesquisa anterior, agora aparece com 47%, enquanto Osmar registra um crescimento de 34% para 38%.

A pesquisa ainda aponta vitória de Richa no primeiro turno. Considerando os votos válidos, o tucano teria 55% contra 44% de Osmar. Mas a cúpula da coligação pedetista comemorou: "Em apenas 15 dias, Osmar tirou sete pontos da diferença para Beto Richa". Em sua avaliação, "Beto Richa iniciou um processo de queda, na primeira detecção desde o início das sondagens da preferência do eleitor paranaense". E a ascensão de Osmar "ocorre num momento em que a campanha ganha corpo em todos os cantos do Estado e é destacada pela participação direta do presidente Lula e da virtual futura presidente da República, Dilma Rousseff".

Pela pesquisa, o ex-governador Roberto Requião (PMDB) e Gleisi Hoffmann (PT) seriam eleitos para o Senado caso a eleição fosse hoje. Requião, que tinha 48% das intenções de voto, subiu para 50%. Gleisi, que tinha passado de 32% para 42%, agora tem 47%. Gustavo Fruet (PSDB), que inicialmente obtivera 11%, subiu para 20% e hoje aparece com 21%. Ricardo Barros (PP) caiu de 15% para 14% e agora voltou para 15%.

O Ibope encomendado pela RPC ouviu 1.512 pessoas entre segunda-feira, dia 6, e quarta-feira, dia 8. A margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no TSE sob o número 29.067/2010.

Entusiasmo
Enio Verri, presidente do PT/PR e candidato a deputado estadual, comentou que "a metodologia do Ibope demora mais para captar o impacto da campanha e as intenções de voto. Só agora ela mostra o crescimento do Osmar e a queda do Beto em razão do comício do Lula em Curitiba - ainda não captou os efeitos de Foz - e da dinâmica e do tempo de amadurecimento da campanha". Otimista, Verri considera que a expectativa é de, em mais 10 dias, empate técnico entre os candidatos.

Já Gleisi Hoffmann disse ter ficado "duplamente feliz" com o resultado da pesquisa. "Ela mostra a consistência da campanha, tanto da Dilma quanto a do Osmar, da minha e a do Requião. Mostra também que temos grandes chances de vencermos as eleições com chapa completa. Esse resultado nos incentiva a trabalhar ainda mais", disse.

"Garoto mimado"
Dias citou Richa (PSDB) ao pedir votos em Cambé, nesta quinta-feira, "Todos os dias em que eu for governador vocês serão respeitados. Quem chama professor de laranja podre não merece o respeito das nossas crianças, das nossas mães e das nossas famílias". Segundo o pedetista, o adversário teria ofendido os professores ao compará-los a "laranjas podres", na sexta-feira da semana passada.

Ainda nas palavras de Osmar Dias, Richa estaria irritado com correspondências distribuídas por professores da rede estadual, com críticas ao tucano e pedidos de apoio ao candidato do PDT. Osmar lamentou a "imaturidade" do adversário: "Ele age como garoto mimado que não sabe aceitar nenhuma crítica. Quando critiquei aquela fantasia dele, de comprar helicópteros para transportar doentes do interior para a capital, também recebi ofensas", disse Osmar. Para ele, Richa tratou a crítica como um ataque pessoal

Postar um comentário