22 de dez de 2010

Paranaguá torna-se referência nacional em saneamento

A entrada em operação da nova estação insere o município no ranking das cidades com os melhores índices de tratamento de esgoto do país

 

 

Com a presença do prefeito de Paranaguá, José Baka Filho, autoridades municipais, diretores, técnicos e engenheiros da CAB Águas de Paranaguá e Cagepar, representantes de bairro, escolas e igreja, foi inaugurada ontem (21) em Paranaguá a Estação de Tratamento de Esgoto Nilson Neves.

 

A ETE Nilson Neves é a segunda estação inaugurada em 2010 e terá capacidade para tratar 20 litros de esgoto por segundo, beneficiando seis mil pessoas dos bairros Nilson Neves, Jardim Yamaguchi, Conjunto Costa Sul e Caic. Após a entrega da nova estação, Paranaguá passa a figurar entre as localidades com os melhores índices percentuais do país, com o tratamento de 60% dos esgotos e efluentes produzidos na cidade. Até 2012, com a inauguração de mais três estações, a meta da cidade é chegar ao índice de 75%, o melhor do país.

 

Cerimônia – O prefeito Baka Filho diz que o grande avanço em saneamento básico conquistado pela cidade nos últimos anos representa uma política de Estado, e não a realização de um único governo: "Trata-se de um compromisso assumido desde o início pelo poder público. Portanto, esse é um presente para a cidade, pois é um patrimônio que pertence ao povo".

 

Baka também se referiu ao Plano Municipal de Saneamento e à atuação da CAB Águas de Paranaguá à frente do que considera uma verdadeira revolução na infraestrutura do município: "A CAB está cumprindo com suas obrigações e, por isso, continuará a trabalhar conosco nesse importante projeto no qual quem ganha é a população e as futuras gerações, pois estamos falando de preservação ambiental, melhores índices de saúde e qualidade de vida".

 

Edson Pedro Veiga, diretor presidente da Cagepar, destacou o relacionamento de sucesso estabelecido depois da implantação da CAB em Paranaguá. "A Cagepar tem um papel de cobrança e exigência, mas temos avançado muito. Quando a CAB diz que no ano que vem teremos mais duas estações, por exemplo, está até sendo humilde, pois há uma terceira estação experimental na Ilha dos Valadares, que poderá expandir a capacidade de tratamento, principalmente pelo baixo custo".

 

O diretor geral da CAB de Paranaguá, Mário Müller, também salientou o avanço sem precedentes obtido na cidade. "Desde 2001, trabalhamos maciçamente na implantação de unidades de tratamento de esgoto e redes de coleta e, com a ETE Nilson Neves, que entregamos agora ao povo parnanguara, colocamos a cidade à frente do Estado do Paraná, que tem 52% de esgoto coletado, dos demais Estados do Sul, pois Santa Catarina e Rio Grande do Sul têm 12% e 13%, respectivamente, e do próprio Brasil, que tem média de 40% no setor. Portanto, para nós esse é um momento histórico".

 

A CAB ambiental também esteve representada pelo diretor da Regional Sul João Guilherme Braga, pelo gerente técnico operacional Rondinaldo Lima, pelo gerente comercial Cláudio Glock, pela engenheira química Ludmila Teixeira, pela técnica em saneamento Carla Gislaine Donadon e outros colaboradores.

 

Gustavo Zielonka V. Rodrigues

 

 

 

 

 
Postar um comentário