9 de fev de 2011

Gleisi propõe homenagem à Dilma Rousseff

A senadora Gleisi Hoffmann (PT) apresentou requerimento à Mesa do Senado propondo que a presidenta Dilma Rousseff seja homenageada com o Diploma Mulher-Cidadã Bertha Lutz na semana que celebra o Dia Internacional da Mulher. Trata-se de homenagem prestada anualmente pela Casa a cinco mulheres que devem ter seus nomes indicados até 1.º de novembro do ano anterior.

Considerando que o prazo foi encerrado sem que houvesse tempo para indicação da primeira mulher eleita presidenta do Brasil, Gleisi propõe que o diploma seja concedido, em caráter excepcional, à Dilma Rousseff, sem prejuízo das demais agraciadas.

"O dia 1º de janeiro de 2011 é uma data memorável para todas as mulheres brasileiras. Um evento histórico que marca definitivamente uma nova era para as mulheres no nosso país. Depois de 79 anos, desde que a mulher brasileira ganhou o direito de votar nas eleições nacionais, chega ao mais alto cargo da República uma representante do sexo feminino. A eleição da Dilma, com certeza, é um fato de alta significação nacional e internacional, merecendo o reconhecimento por parte desta Casa e de toda sociedade brasileira", justifica.

MULHERES NA POLÍTICA

A senadora destaca a participação feminina na história política do país, lembrando que a primeira mulher escolhida para ocupar um cargo eletivo é do Rio Grande do Norte. Foi Alzira Soriano, eleita prefeita de Lajes, em 1928, pelo Partido Republicano. Mas ela não terminou o seu mandato. A Comissão de Poderes do Senado anulou os votos de todas as mulheres. Em 3 de maio de 1933, a médica paulista Carlota Pereira de Queiroz foi a primeira mulher a votar e ser eleita deputada federal. Ela participou dos trabalhos na Assembléia Nacional Constituinte, entre 1934 e 1935.

No Senado, a primeira mulher a ocupar uma cadeira foi Eunice Michiles, em 1979. Suplente, ela assumiu o posto com a morte do titular do cargo, o senador João Bosco de Lima. As primeiras mulheres eleitas senadoras, em 1990, foram Júnia Marise e Marluce Pinto.


Em 1994, Roseana Sarney foi a primeira mulher a ser eleita governadora, no Maranhão. A primeira mulher ministra de Estado foi Maria Esther Figueiredo Ferraz (Educação), em 1982. Hoje, as mulheres não só estão à frente de vários ministérios como há uma Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, chefiada por Iriny Lopes, que tem status de ministra.


"Passados pouco mais de 121 anos da Proclamação da República é eleita Dilma Rousseff como presidenta do Brasil. Nada mais justo, portanto, do que homenagear a trajetória desta extraordinária mulher que através de seu feito particular presta inestimável serviço a causa da mulher no nosso país. Nada mais correto do que no ano em que foi empossada lhe seja conferido pelo Senado Federal o Diploma Mulher-Cidadã Bertha Lutz em reconhecimento a sua vida", argumenta.


Assessoria de Imprensa Senadora Gleisi Hoffmann


 

 

 

 

Postar um comentário