11 de fev de 2011

“Vamos dissolver quase 60 diretórios para reestruturar o PPS”, afirma Rubens Bueno

Em entrevista concedida à rádio CBN Curitiba na última quarta-feira (09 de fevereiro), o presidente do PPS do Paraná, deputado federal Rubens Bueno, comentou sobre a decisão do partido de dissolver diretórios municipais para reestruturar a legenda em todas as regiões do estado. Segundo ele, serão analisados os casos de infidelidade partidária de vereadores, prefeitos e vice-prefeitos. “Foi o fruto de uma decisão do diretório nacional. Realizamos uma reunião em setembro do ano passado para planejar a reestruturação do partido. Temos a orientação de identificar infidelidade que ocorreu nas eleições de 2010”, disse.

De acordo com Rubens, o partido vai avaliar quais unidades municipais não atingiram, em 2010, pelo menos 30% dos votos das eleições para vereador de 2008. “Vamos buscar novas lideranças para o comando dos diretórios. Temos que organizar o PPS em todo o estado para as eleições de 2012”, afirmou.

Na entrevista, Rubens citou ainda alguns casos mais graves como Umuarama, Sarandi, Maringá e Palmas. O presidente do PPS declarou que o comportamento dos mandatários será avaliado particularmente. “Alguns filiados nos apoiaram, mas percebemos que houve ausência de algumas direções partidárias. Em relação aos mandatários, vamos questionar porque não apoiaram candidatos do partido”.

Avaliação do Conselho de Ética

O deputado federal também não deixou de mencionar que as suspeitas de infidelidade partidária serão analisadas pelo Conselho de Ética do PPS. Segundo Bueno, os mandatários terão “amplo direito de defesa”. “O diretório decidirá de acordo com o parecer do Conselho de Ética. Para promover o processo de reestruturação, calculamos a dissolução de aproximadamente 60 diretórios”. Vale destacar que o PPS já promoveu a dissolução imediata de 40 diretórios.

Nova administração da Alep

O presidente do PPS também foi questionado a respeito das medidas iniciais tomadas pelo novo presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Valdir Rossoni. Rubens declara que “o PPS apóia a medida ao lado da sua bancada de deputados estaduais”.

Bueno reafirma que o diretório estadual do partido emitiu uma nota declarando apoio à nova postura. “A situação gerou uma grande repercussão pelo Brasil inteiro. Temos que recuperar a imagem da Assembleia Legislativa”, finaliza.

Fonte: PPS Paraná
Postar um comentário