17 de mai de 2011

Nos camarins, artistas que tocaram na Barraca Universitária 2011 elogiaram o evento



 

 

Nos camarins, artistas que tocaram na Barraca Universitária 2011 elogiaram o evento

 

 

Não faltaram elogios para a edição deste ano da Barraca Universitária. Agradecimentos esses que vem de todas as partes envolvidas no evento, como o público que marcou presença e prestigiou todas as noites de festas, dos cantores que tiveram a possibilidade de mostrar o seu trabalho e dos empresários que vêem o show da Barraca como a projeção dos seus artistas no mercado musical nacional. Nos oito dias de eventos, foram realizados 23 shows, com artistas locais, regionais e nacionais. Entre eles, com Gino e Geno, Inimigos da HP, Batom na Cueca, Marcos e Belutti, Pedro Henrique e Fernando, Jeann e Júlio, Dil e Rangel, Hugo e Vinicius, Bruninho e Davi, Léo e Giba, João Neto e Frederico, etc.

 

Na concentração, antes de subir ao palco para as apresentações, os artistas falaram para a Assessoria de Imprensa da Barraca Universitária sobre o show e a oportunidade de ter sido um dos convidados para tocar no evento. Abaixo, segue algumas frases marcantes dos cantores.

 

"Começamos na Maringá FM, uma das rádios mais disputadas do país e é sempre bom voltar a esse palco da Barraca Universitária, rever os familiares e pessoas que nos acompanharam desde o inicio da carreira, há 11 anos", afirma Léo, da dupla Léo e Giba, que se apresentaram no dia 6.

 

"Este é o meu show de partida, pois a Barraca Universitária pra mim é um sonho e é a projeção maior de uma carreia estadual", diz Roberto Nunes, um dos convidados do primeiro dia do evento.

 

"É a segunda vez que tocamos aqui e estamos felizes por até o momento, sermos o segundo maior público da Barraca Universitária. Tocar aqui é uma consideração do nosso trabalho, já que este palco é um dos mais cobiçados do país", revela o cantor Júlio, da dupla Jeann e Júlio, que se apresentou no domingo do dia 8.

 

"É um sonho tocar na Barraca, é a partida para uma carreira maior", conta Dil, da dupla Dil e Rangel, que tocou no dia 8.

 

"É bom estar na cidade para fazer um show na Barraca Universitária. Há muitos anos estivemos aqui e a casa estava lotada. Esperamos repetir a mesma dose hoje e fazer o público dançar até o dia amanhecer". A organização do evento está de parabéns, como sempre, elogia Gino, da dupla Gino e Geno, que tocou no dia 11.

 

"É a primeira vez que tocamos na Barraca Universitária e é um prazer ter sido um dos convidados. Sabemos que muito artistas que passaram por aqui cresceram e esse é o nosso objetivo profissional, crescer fazendo o que gostamos - que é cantar", diz Hugo, da dupla maringaense Hugo e Vinicius, que foi a dupla mais jovem a tocar na história da Barraca, durante os 11 anos.

 

"É sempre bom voltar para a festa da Barraca Universitária e melhor ainda é saber que a casa esta cheia, como na última apresentação. O evento é muito grande e é um espaço para gente continuar a mostrar nosso trabalho, explica o Alemão (surdo), do Inimigos da HP, que se apresentaram no último sábado, dia 14.

 

Muitas outras frases foram ditas pelos artistas que passaram pelos palcos da Barraca Universitária, que é a maior festa universitária do sul do país. O evento é da Maringá Entretenimento, uma empresa do Grupo Maringá de Comunicação (GMC). A promoção é da rádio Maringá FM, que há 30 anos é líder de audiência na cidade e na região.

 

Carina Bernardino
Assessoria de Imprensa

 

 

 

Postar um comentário