22 de ago de 2011

HANDEBOL: Paraná fatura título do Campeonato Brasileiro Feminino Adulto

HANDEBOL

Paraná fatura título do Campeonato Brasileiro Feminino Adulto

 

 

O Paraná tem o melhor handebol feminino adulto do Brasil. Representando pela equipe da Coca Cola/Unipar/Cianorte, o estado assegurou a primeira posição no Campeonato Brasileiro ao bater o Rio Branco, de Americana/SP, por 26 a 25, na decisão ocorrida no sábado (20/8) em Boa Esperança/PR. Além do título, a Coca Cola/Unipar/Cianorte teve a artilheira da competição: Daíse, que literalmente fechou a competição anotando o gol da vitória do Paraná no último segundo da partida, alcançando 45 gols.

Na final contra o Rio Branco, de Americana, realizada no ginásio de esportes Leoveraldo Vieira, o nível técnico da partida foi dos melhores e o placar final comprovou que o Campeonato Brasileiro, organizado pela Confederação Brasileira de Handebol, de fato, reúne as melhores equipes do Brasil. O jogo foi equilibrado, as equipes oscilaram na ponta do placar, mas prevaleceu a garra das meninas do Paraná durante os 60 minutos do jogo (cada etapa tem 30 minutos).

A Coca Cola/Unipar/Cianorte iniciou a partida melhor. Logo abriu dois gols de vantagem (4 a 2) que se manteve até o sexto ponto. Americana conseguiu buscar o empate, mas a vantagem da equipe paranaense se manteve até o décimo ponto. Nesse momento a diferença era de quatro pontos em favor da Coca Cola/Unipar/Cianorte, que acabou aceitando a evolução do time adversário, liderado por Lúcia, armadora central. Americana conseguiu ficar à frente no placar (12 a 11) e encerrou a etapa inicial com três gols de vantagem (14 a 11).

O técnico Newton Trindade aproveitou o intervalo para arrumar o posicionamento defensivo da equipe, que evoluiu no segundo tempo, e o ataque manteve a boa regularidade.

O time paranaense mais uma vez começou melhor e a desvantagem caiu para dois gols. Keila, agora responsável na marcação da armadora Lúcia esteve ótima no fundamento, praticamente eliminando a principal jogadora adversária. Assim como Fernanda e Larissa, que encaixaram a marcação em cima de Mônica, outra atleta de ótimo aproveitamento para a equipe paulista.

Com o sistema defensivo armado, o Paraná foi para cima do time adversário e aí Py teve grande responsabilidade na distribuição das bolas, inclusive marcou um golaço quando o placar estava 22 a 21 para Americana.

Maria Paula mais uma fez foi fundamental no segundo tempo, acertando finalizações altas, nos ângulos da goleira Lucimar, que nada pode fazer para evitar os tentos da Coca Cola/Unipar/Cianorte.

A movimentação no sistema ofensivo, com variação de jogadas, foi fundamental. Larissa, pela esquerda e Daíse, na direita, se deslocaram sempre em velocidade. Muito bem marcadas, procuravam abrir espaços para as garotas de meio e o Paraná manteve a igualdade no placar até o último minuto.

Neste momento, a equipe de Americana avançou ao ataque e conseguiu furar a marcação da Coca Cola/Unipar/Cianorte, ficando com 25 a 24 no marcador. Na sequência, as paranaenses chegaram ao empate, mas o Rio Branco/Americana estava com a posse da bola nos últimos segundos.

Desta vez, a marcação do Paraná funcionou. Após a roubada, a bola ficou com a goleadora Daíse, na direita ofensiva. A goleadora ´chutou´ com força e a bola balançou pela última vez as redes no Campeonato Brasileiro de Handebol Feminino Adulto de Boa Esperança. Vitória do Paraná por 26 a 25.

Em cinco jogos, o Paraná obteve quatro vitórias e sofreu um único tropeço e justamente para o time de Americana, na fase classificatória.

"Foi uma vitória da garra, do respeito. Tivemos que superar algumas situações no campeonato. Não acreditaram no nosso time e provamos que temos qualidade. A nossa equipe é unida. Provamos que somos as melhores do Campeonato Brasileiro. O título é para as pessoas que confiam no nosso trabalho. O título também é do Neto (Trindade, técnico da equipe) que não pode estar em Boa Esperança, mas que está no coração de todas as atletas da Coca Cola/Unipar/Cianorte", desabafou Py.

Keila também elogiou o conjunto. "O nosso time é forte. Jogamos em conjunto, tanto atrás quanto na frente. É um time de atletas iguais. Uma equipe sem estrelas que busca o seu espaço. Estou feliz pelo título".

O técnico Newton Trindade valorizou a dedicação das meninas do Paraná em quadra. "Em nenhum momento, nem quando estávamos quatro gols atrás no placar, as meninas desistiram do título. Foram aplicadas e contrariaram alguns prognósticos de times adversários. É isso aí. Temos time. Temos uma equipe que a cada competição mostra que está em nível de grandes equipes do handebol nacional. Isso se comprovou no Campeonato Brasileiro. Vencemos o campeonato, mas não deixamos de respeitar os nossos adversários. A nossa equipe esteve centrada do início ao fim e a vitória aconteceu porque apresentamos o melhor handebol", analisou.

A Coca Cola/Unipar/Cianorte conquistou o título com Geise, Fofão, Mariana, Maria Paula, Keila, Larissa, Py, Fernanda, Daíse, Tati, Ana, Pamela, Ariele,Thamires, Ket e Gabrielle. Técnico: Newton Trindade.

O Rio Branco de Americana/SP atuou com Lucimar, Luciane, Lúcia, Aline, Rhaissa, Mônica, Jaqueline, Kátia, Grace, Carolina, Greice, Renata, Thalitta, Camila, Muriel e Maria. Técnico: Jurandir Batista.

 

 

CAMPANHA

1ª Fase

Coca Cola/Unipar/Cianorte 35 x 19 Paissandu/PA

Coca Cola/Unipar/Cianorte 23 x 27 Rio Branco/Americana/SP

Coca Cola/Unipar/Cianorte 25 x 14 UEM/Maringá/PR

 

SEMIFINAIS

Coca Cola/Unipar/Cianorte 27 x 25 Português/AESO/PE

 

FINAL

Coca Cola/Unipar/Cianorte 26 x 25 Rio Branco/Americana/SP

 

 

 

CLASSIFICAÇÃO

1 – Coca Cola/Unipar/Cianorte – campeão

2 – Rio Branco/Americana/SP – vice-campeão

3 – Pindamonhangaba/SP



Volta Olímpica das atletas campeãs da Coca Cola/Unipar/Cianorte

Atletas da Coca Cola/Unipar/Cianorte recebem premiação

Lances da decisão entre Coca Cola/Unipar/Cianorte (vermelho) contra o Rio Branco, de Americana/SP

Momentos da decisão entre Coca Cola/Unipar/Cianorte (vermelho) x Rio Branco, de Americana/SP


--
Assessoria de Imprensa

Orlando Gonzalez
Postar um comentário