6 de set de 2011

Douglas rebate nota do PT e diz que PPS é que não quer aliança

Ao ser questionado pela imprensa da capital, nesta segunda-feira (4), durante sessão na Assembléia Legislativa, que o Partido dos Trabalhadores (PT) não pretende fazer alianças o PSDB, DEM e PPS, o deputado estadual Douglas Fabrício (PPS) disse que realmente não há motivos para querer qualquer  aproximação entre as siglas. Segundo ele, o PPS jamais demonstrou disposição para construir aliança com grupos políticos adeptos da prática da corrupção.

"Não nos interessa aliança com um partido que afundou o país num mar de corrupção, que devorou R$ 6 bilhões por ano nos últimos sete anos. Recursos que poderiam ter sido empregados na educação e na segurança pública. Não queremos aliança com um partido que criou milhares de cargos para beneficiar seus apadrinhados e agora insiste em recriar a CPMF", disse Douglas

 A declaração foi uma resposta ao documento lançado pelo PT após congresso realizado neste final de semana onde o partido afirma que "...o PSDB, do DEM e do PPS, atacam, sem cessar, as conquistas dos direitos históricos do povo brasileiro..."

Douglas citou o caso do DNIT no Paraná, onde seis pessoas ligadas ao PT acabam de ser demitido. "Muitas delas estiveram em Campo Mourão fazendo churrasco e soltando fogos para comemorar a retomada das obras da Estrada Boiadeira. E o que temos hoje de concreto é, mais uma vez, a obra parada por causa de desvios de dinheiro público e funcionários demitidos", garantiu.  

Postar um comentário