15 de mar de 2012

Jovens de Marialva prometem protestar na Câmara de Veradores


Ação deve acontecer na sessão da Casa de Leis, na noite da próxima segunda-feira, 19 de março

A reunião da Câmara de Vereadores de Marialva, na próxima segunda-feira, 19 de março, a partir das 19h, tem tudo para ser movimentada.

Dezenas de jovens prometem realizar o que chamam de “Protesto da Juventude marialvense”.

O ato tem por objetivo cobrar mudanças ou até mesmo a revogação da Lei Municipal nº 1.443/10, de autoria do polêmico Vereador Neto, que proíbe a comercialização e consumo de bebidas alcoólicas em ambientes públicos (praças e semelhantes).

O ápice da revolta aconteceu no último sábado, 10 de março, quando um grupo de jovens estava reunido na Praça Madre Rafaela Ybarra, na parte alta da cidade, se preparando para uma festa de aniversário.

Havia, dentro do porta malas de um veículo, meia grade de cervejas. De acordo com testemunhas, ninguém estava ingerindo a bebida, mas apenas conversavam e aguardavam o momento de se deslocarem para a festa. Eis que surge uma viatura da Polícia Militar, e as autoridades policiais obrigaram os jovens a jogar fora toda a cerveja, de maneira truculenta e espetaculosa (vide fotografia).

Muitos se sentem humilhados e com os direitos infringidos. Alguns cobram o ressarcimento do prejuízo registrado com a cerveja que foi jogada fora e cogitam a possibilidade de abertura de ação por danos morais.

Via Facebook, o jovem William Nascimento postou:
“Incrível como prender carro rebaixado, abusar de poder perante jovens de bem, o futuro da cidade, eles fazem com tal excelência que chega ser bonito de se ver. Tratar pessoas de bem como bandido é muito fácil né! Tratar bandido como bandido isso ninguém faz”.

Ainda na rede social, o Vereador Neto resolveu se pronunciar.
“Essa Lei que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas em logradouros públicos foi aprovada por UNANIMIDADE. Ou seja, todos vereadores votaram a favor da Lei. Votaram a favor os vereadores Luiz Antonio Fernandes (PASTEL), Marcio Navarro (Marcinho) Antonieta Belinatti Peres, Nelson Griitdner Neto, André Martins Neto, Sebastiao Rosa (Tião), Carlos Ramos, (Carlão) e Onésimo Aparecido Bassan. O vereador Valdemir Abílio de Brito não votou na época pois o mesmo era Presidente da Câmara. Vale ressaltar que a Câmara é composta de 09 vereadores não sendo possível que apenas um decida ou se responsabilize sobre todos os outros”.

Mesmo assim, a juventude promete pegar pesado com o Vereador, que acumula inimizades e vem caindo drasticamente na avaliação popular.

Segue convite que vem sendo distribuído pela internet.

“Por Uma Juventude Livre!
Chega de sermos tratados feito bandidos.
Chega de leis criadas por vereadores que prejudicam a nós pessoas de bem!
Vamos todos lutar para que tudo isso mude!
Vamos mostrar a força da juventude marialvense!
Nós somos o futuro desta cidade!”
Postar um comentário