29 de mai de 2012

Corinthians não paga prêmio por título Brasileiro de 2011, é cobrado por Adriano e culpa C13


Adriano também cobra do Corinthians na Justiça o prêmio pela conquista do título brasileiro de 2011. A cobrança é feita na mesma ação em que ele contesta a demissão por justa causa e alega ter quatro meses de direitos de imagem atrasados, conforme revelou o blog nesta segunda (o clube diz que ele não apresentou as notas fiscais para receber).
Mas o não pagamento da premiação é a ponta de um imbróglio que vai muito além das desavenças entre o Imperador e a diretoria alvinegra. Os colegas de Adriano também não receberam o bônus.
Segundo a assessoria de imprensa do Corinthians, os atletas têm direito à uma porcentagem do prêmio que o campeão receberia do Clube dos 13. Só que a entidade não repassou o dinheiro. Assim que isso acontecer, a diretoria promete fazer o repasse ao elenco.
 A dívida não tem a ver com os bichos referentes aos jogos vencidos no Nacional do ano passado. Foram todos pagos, segundo a diretoria.
Já o C13 nega estar em débito com o Corinthians. “Nós sempre usamos o dinheiro excedente do pagamento que recebemos do pay-per-view para premiar os clubes no Brasileirão. Mas, no ano passado, a comissão que auditou as contas do Clube dos 13 decidiu que não haveria premiação. Então, não tem prêmio a ser pago”, disse ao blog Fábio Koff, presidente do C13.
Segundo o cartola, a quantia que superou a cota mínima estipulada pela Globo, antes destinada à premiação, foi dividida entre os clubes conforme a porcentagem a que cada um tinha direito. Koff ressalta que Raul Correa da Silva, diretor de finanças do Corinthians, foi um dos principais responsáveis pela auditoria.
Assim, foi dado um nó difícil de ser desatado. Os jogadores esperam o Corinthians pagar, e o clube aguarda o mesmo ser feito pelo C13, que alega não haver premiação a ser repassada.
Mário Gobbi, presidente corintiano, chegou a enviar uma notificação ao Clube dos 13 pedindo o pagamento. Também já foi pediu, em vão, ajuda para CBF e Globo.
Internamente, os cartolas corintianos afirmam se tratar de uma retaliação, já que Andrés Sanchez liderou a implosão do C13, enquanto presidia o clube. Argumentam também que o Corinthians ainda não tinha cancelado sua filiação junto à entidade quando a premiação foi prometida.
Os corintianos não sabem informar o valor exato do bônus. Em 2010, o Fluminense ganhou cerca de R$ 8 milhões pelo título, segundo Koff.
Informações: Uol
Postar um comentário