15 de jun de 2012

Estudantes em Luta: Flavio Arns a culpa é sua

Ontem as 14 horas reuni-se no Núcleo de Educação de Maringá o presidente do Grêmio Estudantil João Cidadão, André Willian Nascimento (Chefe de Juventude de Sarandi), Professora Cacilda Reis (Coordenadora do EJA) Dr. Yvone de Andrade (Representante do Jurídico) Professora Ivonir Jolho (Setor de Educação de Jovens e Adultos), Professora Ana Tereza (Coordenadora da Educação Básica) para debater as reivindicações dos estudantes do CEEBJA de Sarandi, o presidente do Grêmio citou os problemas encontrado nas atuais mudanças, os representantes do NRE afirmou que esta mudança já deveria ter acontecido no inicio do ano, porem vários CEEBJA do Paraná encontra-se de uma forma irregular, aplicando aula diretas, e segundo a resolução 5779/2011 não era permitido, porém foi aplicado para facilitar a vida dos estudantes.
Porém a imposição da SEED é que as escola se regularizem, segundo ainda os representantes do NRE o aprendizado é inviável a aplicação de 5 aulas no coletivo, segundo ainda 5 aulas teriam perca de qualidade, porém esse fator é o que eles acreditam ser certo, porém nenhum estudante foi ouvido para dar sua opinião sobre essa forma de estudo.
Sobre a perca de demanda o NRE garantiu que o direito dos estudantes que ainda permanecerem em sala de aula, terá seu direito garantido.
Porém a luta ainda não terminou.... Continuaremos lutando pelas 5 aulas diretas no coletivo, nesta sexta-feira 15/06 devemos iniciar o abaixo-assinado reivindicando as 5 aulas diretas que deve seguir a Camará de Vereadores e ao Prefeito Municipal Carlos Alberto de Paula Junior para colher moção de apoio, logo após a comissão de estudantes devem seguir a Capital do estado para lutar pela mudança na resolução e garantir o direito de continuar com as 5 aulas diretas.
"Ainda não podemos esquecer, que a luta não é apenas pelos direitos do estudantes, mais de uma educação no geral e vamos debater também os direitos de nossos professores, por suas horas atividade e várias outras bandeiras de luta, se preciso for, acamparemos na SEED mais o que é nosso por direito vamos fazer se respeitado, e da próxima vez que eles forem criar alguma resolução que eles consultem  os maiores interessado que somos nós alunos, chega de leis de gabinetes, enfiada garganta abaixo."
Postar um comentário