24 de ago de 2012

Criança é encontrada acorrentada em Santo Antônio da Platina



Uma realidade que chocou a cidade de Santo Antônio da Platina tomou conta dos principais canais de notícias do Paraná e do Brasil nesta quinta-feira, 23. Uma criança de 9 anos foi encontrada pela Polícia Militar acorrentada em sua casa, em um bairro de Santo Antônio da Platina. O menino estava sozinho e a corrente, com cerca de 2 metros, com cadeados, prendia a criança à sua cama.
A criança não tinha comida, água ou banheiro ao seu alcance, e segundo apurou-se os pais o deixavam assim quando saiam para trabalhar. A mãe trabalha no comércio e o padrasto é mecânico. Os policiais chegaram até a casa depois de denúncias anônimas. Eles usaram uma serra para romper a corrente e libertar o menino.
O garoto foi encaminhado ao Conselho Tutelar da cidade, onde foi atendido. Os pais da criança foram identificados e encaminhados à delegacia. Em depoimento à polícia, o padrasto e a mãe do menino disseram que tomaram a decisão de acorrentar a criança porque, apesar da idade, a criança estaria envolvida com o consumo e o tráfico de drogas na região onde vivem.
“Foi uma medida desesperada. Não tínhamos outra saída”, disse o padrasto do garoto. Segundo o casal, esta foi a primeira vez que a criança ficou acorrentada. O casal tem ainda outros 3 filhos, mas que não estavam na casa no momento em que a PM chegou.
 O Conselho Tutelar de Santo Antônio da Platina disse que o menino sofre de problemas psicológicos e já teve dezenas de passagens pelo órgão. O garoto chegou a morar em um abrigo, porque a mãe não tinha condições de cuidá-lo.
O casal foi liberado pela Polícia Civil depois de assinar um termo circunstanciado. Apesar do ato, a criança voltou com os pais para casa.

FONTE: Tribuna do Vale
Postar um comentário