16 de ago de 2012

PROCON Sarandi apreende mais de meia tonelada de alimentos estragados

   O PROCON de Sarandi depois que foi regulamentado pela administração municipal tem feito fiscalizações constantes para defender o direito do consumidor no município. Mais de meia tonelada de alimentos impróprios para o consumo foram retirados de circulação.

  Todos os mercados da cidade foram vistoriados, ao termino da fiscalização o PROCON Sarandi retirou de circulação 647 kg de alimentos impróprios ao uso e consumo. Além da lavratura do auto de constatação, apreensão e descarte desses produtos, o PROCON orientou os comerciantes sobre os procedimentos corretos a serem adotados e entregou materiais educativos e o código de defesa do consumidor.

As fiscalizações foram realizadas de Junho à Agosto de 2012 em 51 mercados de diversos bairros da cidade. Segundo Alexandre Bacelar Peraro, chefe do PROCON de Sarandi os problemas mais freqüentes foram produtos com datas de validade vencidas; produtos sem a informação do prazo de validade; produtos deteriorados, alterados, adulterados, avariados, corrompidos, tais como, embalagens violadas, rasgadas, latas amassadas.

Paulo Garcia, fiscal do PROCON, conta que os campeões de irregularidades foram os produtos perecíveis encontrados no setor de frios, como iogurtes, queijos, carnes, leite e massas. "Para se ter uma idéia da negligencia dos Fornecedores, na fiscalização foram constatados alimentos para bebês vencidos há sete meses expostos na prateleira, um verdadeiro absurdo" diz o fiscal.

  Também foi constatado pelos fiscais, que promotores e vendedores de certas marcas entregam produtos com a data de validade a expirar ou já vencida para os comerciantes da cidade, neste caso segundo Garcia, o comerciante é responsável pelo produto do fornecedor.

Para Bacelar a situação em alguns supermercados demonstra o desrespeito com o consumidor da cidade, houve casos onde foram apreendidos e descartados até cinco carrinhos lotados de produtos impróprios para o consumo.

   Os estabelecimentos autuados pelo PROCON podem sofrer multas que variam de R$ 400 a R$ 6 milhões. O objetivo é conscientizar e atentar os comerciantes e fornecedores na qualidade dos alimentos comercializados para evitar danos à saúde do consumidor. O trabalho terá continuidade com novas fiscalizações em datas alternadas. A orientação do PROCON é que os consumidores devem ficar atentos e verificar os prazos de validade, condições de armazenamento e eventuais adulterações.

As denúncias podem ser encaminhadas a sede do PROCON, na Avenida Dom Pedro I, 336 - Jardim Independência das 8h às 11h e das 13h às 17h de segunda à sexta.

 

Balanço referente à fiscalização em mercados no período do mês de Junho à

Agosto de 2012:

Produtos Vencidos; 438 kg – Desses, 102 kg são carnes.

Produtos sem informação do prazo de validade; 86 kg – Desses, 53 kg são carnes.

Produtos impróprios para o consumo – latas amassadas/embalagens violadas; 48 kg.

Total de produtos irregulares - 647 kg - Desses 155 kg são carnes e 6 kg são alimentos para bebês.

Assessoria de Comunicação de Sarandi

Postar um comentário