10 de nov de 2012

Curado, João Bombeirinho deve ter alta na próxima segunda-feira

Exatamente cinco anos após ser diagnosticado com leucemia, o menino João Daniel de Barros, o "João Bombeirinho", 6 anos, recebeu a notícia de que está curado. No fim da manhã deste sábado (10) saíram os resultados dos exames apontando que o enxertamento da medula, que era 90% compatível, foi bem sucedido.

"Hoje é o dia mais feliz da minha vida. Rezei tanto para que a medula pegasse e graças a Deus isso aconteceu", contou, emocionada, a mãe do garoto, Ana Paula Estevam. "O João está muito feliz. Quando recebeu a notícia de que está curado ele começou a pular sobre a cama de tanta felicidade".

Agora que organismo de João aceitou a medula do doador a previsão é que ele receba alta médica e deixe o Hospital das Clínicas, em Curitiba, na próxima segunda-feira (12), apenas 19 dias após ter sido submetido ao transplante de medula óssea, realizado no último dia 24 de outubro. A previsão inicial de internamento pós-operatório era 30 dias.

Na quinta-feira (8), Ana Paula já demonstrava confiança e apostava na recuperação surpreendente do filho. Na ocasião, ela comemorava o fato do garoto voltar a se alimentar normalmente - foram 21 dias de alimentação por sonda - e a interrupção de uma sequência de 4 dias com febre.

Mesmo após receber alta, João continuará em Curitiba por mais alguns meses, pois precisará tomar medicações diariamente no hospital. Se tudo correr bem, João deve voltar a Maringá em fevereiro de 2013.

Campanha

João foi diagnosticado com leucemia com apenas um ano e 11 meses de idade. "Lembro exatamente do dia que entrei pela primeira vez neste hospital. Eu estava organizando a festinha de dois anos do João e precisei cancelar tudo após receber o dignóstico", relembra Ana Paula.

João virou símbolo da campanha para doação de medula óssea em 2010, quando foi homenageado pelo Corpo de Bombeiros. Portador de leucemia, ele saiu do Hospital do Câncer de Maringá pela janela, "resgatado" com a ajuda de uma escada magirus. Desde então o garoto buscava um doador, encontrado somente nos Estados Unidos.

Feliz com a cura do filho, Ana Paula faz planos de abrir uma ONG para ajudar outras crianças e suas famílias na difcíl busca por um doador de medula. "Fui muito abençoada por Deus e agora quero retribuir. Felizmente nessa minha luta com o meu filho fiz muitos contatos que certamente poderão ajudar outras pessoas que estejam passando por essa mesma experiência", diz.

Esta semana a mãe do Bombeirinho conseguiu, através de um apelo em sua página nas redes sociais, a doação de um medicamento no valor de R$ 36 mil para um amiguinho do filho que também está internado no Hospital das Clínicas.

O Diario Online

Postar um comentário