9 de jul de 2013

Beto Richa se desmente e autoriza o reajuste da energia elétrica

O governo de Beto Richa (PSDB) consegue se superar a cada dia. Inclusive no quesito “vai e não vai”. Parece mais biruta de aeroporto. Veja se eu não tenho um pingo de razão nisso, caro leitor.
O governador Beto Richa traiu o próprio governador Beto Richa, nesta terça-feira (9), ao anunciar reajuste na conta de luz que havia adiado há 20 dias; tucano havia anunciado a suspensão da tungada, mas a pressão dos acionistas privados falou mais alto que o desejo dos consumidores.O governador Beto Richa traiu o próprio governador Beto Richa, nesta terça-feira (9), ao anunciar reajuste na conta de luz que havia adiado há 20 dias; tucano havia anunciado a suspensão da tungada, mas a pressão dos acionistas privados falou mais alto que o desejo dos consumidores.

O tucano havia pedido autorização para aumento da tarifa da luz à Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). O órgão aprovou reajuste nas tarifas residenciais e industriais na ordem de 14,61% (clique aqui para relembrar). Diante da repercussão negativa, Richa voltou atrás. Fez festa, em Londrina, ao dizer que não aumentaria o preço da energia de jeito nenhum (clique aqui para relembrar).
Richa é useiro e vezeiro nessa tática de falar e desfalar depois. Também fez assim com a questão do subsídio para a integração dos ônibus na região metropolitana de Curitiba. Repetiu o gesto no imbróglio do pedágio e agora no aumento da conta de luz.
O governador tucano inovou, entretanto. Vai parcelar o reajuste. A tungada virá em parcelas a la Casas Bahia. A primeira de 9,55% já entrou em vigor no último dia 24 de junho. A próxima será em 2014, em data ainda não definida, que partirá de reajuste mínimo de 5,06%.
O aumento foi secreto, pois ninguém soube. A Copel — outrora marca de confiança — agora se utiliza de espertezas para beneficiar sócio privado. Um horror.
O reajuste desagrada os consumidores paranaenses, mas agrada muito os acionistas privados da empresa de energia.
Em 2012, sob a gestão do tucano, a Copel aumentou para 35% a distribuição de dividendos a acionistas privados, que era de 25%, ou seja, os acionistas passaram a receber 10 % a mais na distribuição de lucro.
Blog do Esmael
Postar um comentário