16 de set de 2013

Deputados estaduais querem ‘empurrar’ Ratinho Júnior para Brasília em 2014


Movimento na Assembleia é para que Richa vete candidatura de Ratinho Júnior; atuais deputados estaduais temem concorrência do secretário do Desenvolvimento Urbano; político do PSC já foi preterido da vice na chapa do tucano em nome de aliança com PMDB; o moço aceitaria um novo sacrifício, tentando a Câmara outra vez em 2014, somente para garantir a reeleição do governador?
Movimento na Assembleia é para que Richa vete candidatura de Ratinho Júnior; atuais deputados estaduais temem concorrência do secretário do Desenvolvimento Urbano; político do PSC já foi preterido da vice na chapa do tucano em nome de aliança com PMDB; o moço aceitaria um novo sacrifício, tentando a Câmara outra vez em 2014, somente para garantir a reeleição do governador?
Deputados estaduais — de todos os partidos políticos — temem competir eleitoralmente com o secretário de Desenvolvimento Urbano, Ratinho Júnior (PSC), na busca por uma cadeira Assembleia Legislativa do Paraná. Todas as pesquisas de opinião dizem que o moço vai fazer um “estrago” não só em Curitiba e região metropolitana, mas em todo o estado.
Para não correrem riscos na reeleição, os atuais parlamentares levarão ao governador Beto Richa (PSDB) para que determine que Ratinho Júnior concorra, novamente, à Câmara Federal.
O secretário do Desenvolvimento Urbano se licenciou da vaga de deputado federal depois de disputar o segundo turno das eleições municipais na capital, em 2012. Ato contínuo, ele a assumiu a titularidade da SEDU no governo tucano.
No encontro secreto havido com a bancada estadual do PMDB, na semana passada, palacianos indicaram que Ratinho Júnior seria preterido na vice da chapa de Richa em nome da aliança com os peemedebistas.
Algumas questões ainda não fecham: 1- o jovem político do PSC toparia se sacrificar pela segunda vez pela reeleição do governador do PSDB? 2- aceitaria continuar em Brasília somente para resolver os medos de deputados estaduais? 3- abriria mão de formar uma forte bancada própria na Assembleia?
Postado por Esmael Morais
Postar um comentário