14 de fev de 2014

Vestibular de Medicina: MPF faz recomendação à Uningá

O Ministério Público Federal em Maringá recomendou à Unidade de Ensino Superior Ingá (Uningá) que utilize apenas a lista de aprovados no vestibular 2014 divulgada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná para a efetivação das matrículas do curso de Medicina. De acordo com o MPF, a Uningá divulgou resultado com notas calculadas de forma diversa à fórmula estipulada em Edital. O MPF também recomenda que as matrículas de candidatos que porventura tenham sido considerados aprovados de acordo com regra diversa à prevista sejam canceladas imediatamente.
A PUC/PR, organizadora do processo seletivo, fez a correção das provas e divulgou a lista com base no item 7.6 do edital (“A Nota Final do Processo Seletivo será constituída pela seguinte fórmula: Nota Final= [(3xNota da Prova Objetiva)+ (1xNota da Prova de Redação)]: 4”). Foram ajuizados diversos Mandados de Segurança contra o diretor-geral da Uningá, na Subseção Judiciária de Maringá, com demonstrações de que a Unidade de Ensino não teria respeitado a norma fixada no edital.O MPF estipulou um prazo de 15 dias, a contar do recebimento oficial da Recomendação, para que a Uningá informe as providências adotadas. A omissão na adoção das medidas recomendadas pode implicar em ações judiciais por parte do MPF. Veja aqui a íntegra da recomendação.

Postar um comentário