4 de jun de 2014

Começa em Maringá a campanha Impeachment de Pupin

Começa a correr pela Radio Bastidores da Câmara uma possível a montagem de uma Comissão Processante contra o Prefeito de Maringá Carlos Roberto Pupin.
Veja a matéria do Bloguista Agnaldo Vieira

Vereador defende Comissão Processante contra Pupin

A reunião entre vereadores e representantes da Prefeitura, realizada ontem (2) na Câmara Municipal, trouxe mais uma descoberta sobre o alto preço da tarifa do transporte coletivo em Maringá. 
Segundo o vereador Humberto Henrique (PT), o usuário pagou três vezes mais pelo custo real da integração. A diferença aponta que o aumento foi R$ 0,11 maior do que o valor divulgado pelo prefeito no último domingo. Humberto explica que os representantes da Administração deixaram escapar durante a reunião que o custo real da meia integração foi de R$ 0,04, enquanto a isenção de impostos (ISS e ICSM) concedida para viabilizar o benefício representou R$ 0,15 na tarifa. Com os R$ 0,20 oficiais, mais o sobrepreço de R$ 0,11 na integração, para o vereador o aumento concedido pelo Prefeito foi de R$ 0,31.
No total, o vereador estima que a empresa arrecadou R$ 2,6 milhões a mais do que o custo real da meia integração. “Esses cálculos mostram que a empresa não precisaria da isenção do ISS (Imposto Sobre Serviços) no ano passado e não precisa agora. Só a isenção do ICMS concedida pelo governo estadual já paga a meia integração,” explica. 
O vereador Humberto Henrique (PT) é contra a isenção do ISS (Imposto Sobre Serviços) para empresa concessionária do transporte coletivo de Maringá. Segundo ele a proposta do prefeito só vai aumentar os lucros da empresa e não vai beneficiar o usuário. Um projeto propondo renovar a isenção por mais 12 meses será votado hoje (3) na Câmara.
Para Humberto, a Prefeitura está usando a imprensa para pressionar os vereadores. “Agora é hora de todos os vereadores provarem que são representantes do povo. O prefeito está dizendo que se a Câmara não aprovar a isenção do ISS a tarifa vai subir novamente. Nós (vereadores) temos que dizer pra ele (o prefeito) que a empresa já ganhou R$ 0,11 a mais com a integração e que queremos também a redução R$ 0,20 como recomendou a CPI .” 
Postar um comentário