10 de set de 2014

Cavalete não vota

Alguns assessores estão jogando literalmente contra o patrimônio. Acham que, porque a lei permite, podem enfiar os cavaletes com propaganda política na porta dos comerciantes e ainda bate boca, alegando que o passeio é público e a lei o protege. A lei pode até permitir que se faça propaganda no passeio público, mas a ética diz que deve-se conversar com o comerciante, ou morador e obter permissão para “enfeitar” a frente de seu estabelecimento comercial.
É uma caso para ser debatido na Câmara de Vereadores e, seguindo o exemplo de alguns municípios, proibir este dispositivo político que não faz outra coisa senão poluir visualmente as ruas de Sarandi.


Postar um comentário