18 de dez de 2014

Contratou e não pagou

Corre-se na "boca maldita" dos meios políticos de uma cidade da região da Amusep que um presidente de partido político contratou um carro de som para a campanha de seu candidato e que até a data de hoje ainda não havia cumprido com o acordado.

Será que isso é moda no meio político ou continua sendo uma prática de pessoas que se aproveitam da política em proveito próprio.

Enquanto isso a pessoa que trabalhou e contou com esse dinheirinho, continua a ver navios.

O que aconteceria se esse trabalhador usasse do carro de som e cobrasse publicamente essa pequena dívida.

Quando esses nomes começarem a aparecer esses acordos não cumpridos sairão bem caros politicamente para esses carreiristas.

Informou: Meu passarinho justiceiro.
Postar um comentário