22 de mai de 2015

POLICIAIS CIVIS E SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE DE APUCARANA INTERDITAM REFINARIAS CLANDESTINAS

Em data de 21/05 a equipe de furtos e roubos da 17ªSDP-Apucarana com o apoio da Secretaria do Meio Ambiente deflagram operação e interditam duas refinarias clandestinas de óleo vegetal e animal,  uma localizada no Parque Industrial Norte, a qual não possuía licença ambiental, onde um adolescente de 16 anos estava operando uma caldeira de óleo sem qualquer tipo de equipamento de segurança, trabalhando em condições sub-humanas,  sendo constatados uma série de irregularidades,  resíduos armazenados a céu aberto, pneu acondicionados de forma inadequada incidindo em risco a saúde coletiva, caldeira operando em baixo da rede de alta-tensão, mal tratos a animais, gerenciamento inadequado de resíduos como óleo e soda armazenados em péssimas condições e transbordando e contaminando o solo. Dando continuidade a operação foi lacrada mais uma refinaria, localizada no Contorno Sul possui a licença mas não estava cumprindo as condicionantes, sendo constatado resíduos armazenados de forma inadequada, efluentes e resíduos sendo carreados para curso hídrico causando poluição a área de preservação permanente próxima a um rio, materiais corrosivos armazenados a céu aberto.De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Ewerton Pires, os resíduos e efluentes estavam sendo lançados irregularmente no Ribeirão Barra Nova.
        Foram presos em flagrante por Crime Ambiental Wilson Helton Barbosa Souza (50 anos), Alexandre de Sousa (31 anos), Antonio Carlos Pereira (62 anos)Renato Craco (34 anos) pelos artigos 54,56 e 60 da Lei 9605.

        “A Polícia Civil vai continuar fiscalizando empresas que funcionam em fundos de vale", avisa o delegado José Aparecido Jacovós, chefe da 17ª SDP, que comandou toda a ação.

















Postar um comentário