Contagem Regressiva

3 de nov de 2016

Nota do Prefeito de Sarandi: Sobre expulsão do PDT

O prefeito de Sarandi Carlos Alberto de Paula Junior fala dos motivos que o levaram a apoiar o candidato do PP nas eleições para prefeito de Maringá e não o candidato do PDT partido que coordenava em Sarandi.



“Nos últimos anos administrei Sarandi buscando recursos federais e estaduais para investir em projetos na cidade. Recebemos emendas de parlamentares do PMDB (Sergio de Souza), PSD (Edmar Arruda), Luiz Nishimori (PR), Aliel Machado (Rede), Cida Borghetti (PP) e mais de R$ 10 milhões de Ricardo Barros (PP).

Nunca, nenhuma vez recebemos 1 centavo de deputado ou senador do PDT. Se dependesse do partido, passaria a vergonha que o prefeito Gustavo Fruet passou. Nem para o segundo turno foi em Curitiba.

Fui expulso do partido por apoiar Silvio Barros do PP, partido que mais liberou recursos para Sarandi na minha administração. Se assim não fizesse, aí sim seria traição.

Saio do partido de cabeça erguida, esperando que o prefeito eleito de Maringá, Ulisses Maia, possa ter mais respaldo e respeito do que eu tive do Partido Democrático Trabalhista.

Com respeito,

Carlos Alberto de Paula Prefeito de Sarandi”.
Postar um comentário