8 de ago de 2017

Evandro Jr. destaca troca de comando da PM na região de Maringá

Novas estratégias de combate ao crime, investimentos em inteligência e integração e apoio constante aos demais órgãos de segurança do Estado do Paraná. São essas algumas das realizações que o coronel Antônio Roberto dos Anjos Padilha pretende fazer de agora em diante. Na última segunda-feira (31), ele assumiu o 3º Comando Regional de Polícia Militar (CRPM) - base de Maringá - em solenidade ocorrida na Associação Comercial e Empresarial de Maringá (Acim). Padilha sucede o coronel Samir Elias Geha, que passou para a reserva após cumprir o tempo limite de 35 anos no comando.
O deputado estadual Evandro Jr. sabe da importância do trabalho desenvolvido pela Polícia Militar em todo o Estado paranaense. Especificamente na região Noroeste - que fica sob responsabilidade do 3º CRPM e que abrange cinco batalhões (Maringá, Campo Mourão, Paranavaí, Cruzeiro do Oeste e Umuarama) - ele diz estar confiante quanto aos anseios de sempre manter a ordem e a paz da população, os quais fazem parte da missão do coronel Padilha, que pretende ainda reduzir os homicídios em Maringá e região, além de ampliar as operações no combate ao tráfico de entorpecentes.
"Confiamos muito no trabalho do coronel Padilha e precisamos agradecer todo o empenho prestado pelo coronel Samir. Maringá tem conseguido manter os índices de homicídios abaixo dos recomendados pela ONU, mas podemos sempre melhorar. E é isso o que continuará sendo feito pelo 3º Comando Regional de Polícia Militar", comenta Evandro Jr.
O deputado lembra ainda que o coronel Padilha tem experiência de sobra para a função, pois desenvolveu um trabalho elogiável entre 2012 e 2016, quando ficou a frente do 4º Batalhão de Polícia Militar (BPM), período em que, entre outros benefícios à população, reduziu significativamente a taxa de mortes dolosas (intencionais) em Maringá.
Na posse do cargo, Padilha comentou a jornalistas a importância da  aproximação entre polícia e as pessoas de bem que vivem em toda a região. “Nosso objetivo é mostrar a transparência do serviço da PM, que vai além de fazer atividades preventivas”, frisou o coronel. 
Evandro Jr. concorda com ele e afirma que também é importante um diálogo maior entre todos os comandos do Estado. "A polícia deve sempre unir força no combate aos criminosos, cada vez mais organizados e ousados. Não podemos nunca deixar o Estado refém dos bandidos. É por isso que eu apoio imensamente a proposta do coronel Padilha em implantar estratégias de inteligência e integração que permitam uma troca ainda maior de informações entre o comando daqui com outros órgãos de segurança do Paraná, principalmente nas fronteiras do Estado, como em Foz do Iguaçu."
Postar um comentário