15 de jan de 2018

Dai a César o que é de César.

A César o que é de César é começo de uma frase atribuída a Jesus nos evangelhos sinóticos, onde se lê «Dai, pois, a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus.» (Mateus 22:21).
Como cidadão de Sarandi com Sede de Justiça começo esse artigo pensando sobre Cesar, mas nesse contexto, recorro a transparência e ao respeito como ferramentas de responsabilidade na gestão pública como resposta ao pagamento dos tributos e do voto de confiança do povo pelos seus governantes.
Cesar um imperador que faz a sua história e que para manter a unidade e a cidade tem o imposto como forma de garantir algumas “conquistas” para aquele tempo. De fato o Prefeito e os nobres vereadores eleitos pelo voto direto e democrático estão aí para dar ao povo a transparência e o respeito como ferramentas mínimas de uma gestão pública.
A responsabilidade de promover qualidade na saúde, educação, mobilidade urbana, segurança, assistência, entre outras áreas  são as conquistas e as respostas ao pagamento do voto de confiança colocados na urna em outubro de 2016 e a resposta que a população quer.
Como apresentado na afirmação inicial: “Daí a Cesar o que é de Cesar” sabemos que toda administração que entra quer construir uma nova história, porém, Sarandi já tem 36 anos, ou seja, não podemos apagar a sua história e, pelo contrário, para uma gestão eficiente e eficaz é necessário buscar o que cada prefeito deixou de legado e melhorar dando a “Cesar o que é de Cesar”, ou seja, gratidão pelos feitos do passado.
Pontos positivos e negativos podem ser elencados nessa história. A educação é uma delas. Muito se avançou na transparência nos últimos anos, falhas tiveram, claro. Porém, vamos dialogar sobre algumas conquistas que precisam de uma resposta de gratidão da atual administração.

Educação antes
Agora
- Site da educação – com várias informações e links educacionais para pesquisa de todo cidadão incluindo (balancete e atas de reuniões)

- Apenas matérias de formação continuada (retirado todos os balancetes e informações de 2016 pois 2017 não teve reunião)
- Reuniões periódicas com conselho do transporte escolar como análise e questionamento de notas quando necessário
- Reunião agendada apenas com a determinação do presidente do conselho  e nenhuma nota para análise, precisam melhorar.
- Reuniões mensais ou bimestrais com o Conselho do Fundeb
- pelo que sei apenas duas reuniões foram realizadas, precisam melhorar.
- Ampliação de formações com os profissionais de todas as áreas (motoristas, serviço de apoio, professores, auxiliares administrativos, etc. Acesso a Universidade Estadual de Maringá e outras Instituições de ensino para capacitação).
- Ponto positivo que as parcerias permaneceram.
- Concurso realizado em 2016 (379/2016) ano eleitoral foi possível de acordo com a lei do período eleitoral contratar apenas os casos de exoneração e vaga real, não podendo ter despesas a mais com folha no ano.
- Sei que houve transição e que a antiga secretária pontuou e documentou a necessidade da contratação de 3 pedagogas, profissionais da equipe de apoio e 38 educadores infantis. Então se esta sendo possível contratar é graças ao Fundeb que aumentou com numero de alunos matriculados e com o concurso realizado no ano eleitoral. Parabéns pela contratação.
- Identificação das unidades de ensino
- é preciso substituir
- Melhoria na frota de carros, aquisição de transporte para merenda, caminhão para transportar profissionais de apoio as unidades de ensino; Foi deixado registro de preços de 3 chassis de ônibus escolares que vencia em abril/maio (tempo suficiente para licitar a carroceria);

- Parabéns pelo registro de preço dos ônibus é preciso renovar sempre.
- Iniciou-se cadastro único das crianças do município para os CMEIs. Atendeu antes do prazo todas as crianças de 4 e 5 anos. De acordo com o Plano Municipal a tendência é tentar ter o mínimo possível de crianças fora da creche de 0 a 3 anos se foi seguido a orientação e organização feita, ou seja, até 2019 o infantil 2 e 3 não devem ter crianças fora da rede, quem sabe até o 1. É preciso otimizar e contratar.
- Grande esforço com o cumprimento do que foi amplamente discutido para eliminar essa lista de espera. Parabéns.
- Simulado para avaliar a qualidade do ensino para o IDEB e formação continuada com foco nos descritores da prova Brasil desde o infantil, com carga horária ampliada para 3ºs, 4ºs e 5ºs anos para trabalhar com os alunos.
- Como ficou o IDEB 2016? O resultado saberemos só depois de julho, porém o investimento foi feito na gestão anterior e na atual.
- Das 32 unidades de ensino, muitas foram, na medida do possível melhoradas com o apoio de todos os diretores e comunidade escolar.

- Precisam melhorar pois a Escola José de Anchieta estava com a licitação, ordem de serviço e dinheiro organizados para a única obra entregue pela educação em 2017.
- Escola Yoshio parabéns ao Conselho Municipal que cobrou e parabéns a administração que vem fazendo no mínimo o seu papel.

- Uniforme uma novela para conseguir licitar e entregar em tempo hábil, infelizmente a educação depende de outras secretarias
- Uniforme deixado licitado na gestão passada e entregue no início de 2017 pela atual gestão.
- Parabéns pois a licitação dos uniformes já esta feita e material sendo confeccionado.
- Material escolar na gestão passada por depender de licitação e administração quase nunca conseguiam entregar mas as duas vezes que entregou o material capa dura em 2014 e capa ecológica em 2016 foi excelente.
- Parabéns pelo material escolar ser entregue a comunidade, ponto positivo para essa administração também.


Temos inúmeros outros pontos a ser elencados positiva e negativamente na história da educação, porém os servidores são a essência do trabalho primoroso ofertado. Vamos pensar antes de falar, vamos dar crédito aos que tem crédito pois a fila anda e a educação precisa retomar mesmo as rédeas como vinha num crescente até o fim de 2016.
O próprio ex prefeito mudou várias vezes de secretária/o em  7 anos foram 5, então vamos com calma observar o que foi bom e continuar e relembrar que o povo quer transparência e respeito.

Por fim, penso que a gratidão e o respeito aos profissionais devem ser focos para qualquer gestão pública. Busquem conhecimentos em leis e ouçam as categorias. Façam sua história e lembrem-se daí a Cesar o que é de Cesar.
Postar um comentário